Vi um OVNI. E agora?

Olá a todos os leitores,

Como têm corrido estas semanas sem lerem um texto meu? Provavelmente igual, mas tenho sempre esperança que estes meus textos inspirem alguém a fazer algo fenomenal com a sua vida. Hoje é um desses dias, porque venho apresentar-vos uma temática que irá alterar toda a vossa vida daqui para diante: o fenómeno da Ovnilogia.

Para quem não sabe, esta é a “ciência” que estuda os relatos e registos visuais relacionados com OVNIS. Sim, sei que um colega tomateiro já vos falou do Movimento Raeliano, mas aqui não vou falar de embaixadas extraterrestres em Portugal, mas sim daquelas pessoas que veem coisas estranhas a voar. Alguém sabia que em Portugal existe uma Associação de Pesquisa Ovni e uma Sociedade Portuguesa de Ovnilogia? Ah pois é, porque os portugueses estão sempre à frente em todos os temas da atualidade, e o que precisamos é de dois conjuntos de tolinhos a falar de coisas que se veem no ar. Mas estas pessoas têm um árduo trabalho, porque fazem um levantamento de todos os avistamentos de Ovnis no país, e até fizeram uma lista de conselhos sobre como agir se uma pessoa vir uma coisa destas, por exemplo:

“Deixe que sejam eles a tomar a iniciativa do contacto. Por vezes o interesse deles está na busca de plantas ou pedras e não em você.”

Eles dizem que só por vezes é que o interesse não é em nós, mas mesmo assim devemos esperar que eles tomem a iniciativa do contacto? Isto é como se fôssemos a um safari e víamos um leão todo contente a correr em nossa direção. Devíamos então ir a correr abraçá-lo? Algo que me diz que íamos acabar com menos uma perna, mas o que interessa é que os ETs podem só estar a imitar os escuteiros e andar a colher plantinhas.

“Se puder envie-lhes pensamentos de boas vindas e pergunte-lhes se eles querem a sua ajuda nalguma coisa. Lembre-se que muitos deles são telepatas.”

Gostava de perguntar a estes senhores quantos ET’s já viram para saber que muitos são telepatas, mas é sempre uma informação importante de se ter. Eu acho é que ficava a pensar constantemente nos números do Euromilhões, podia ser que eles adivinhassem o futuro e me dissessem. Bem melhor do que pensar na paz intergaláctica.

“Eles poderão tentar falar consigo ou fazer gestos ou mentalmente fazerem-se perceber, por isso procure obter explicações técnicas do funcionamento da nave e de outros aparelhos, assim como tente saber donde eles vêm.”

Agora também precisamos de ser mecânicos aeronáuticos para poder falar com ET’s? Isto já se começa a tornar um bocado complicado. É que nunca tive muito jeito para conversas sobre carros, e diria que Naves Espaciais vindas de um sítio distante devem ser mais complicadas.
Concluindo, eu faria um documento igual a este, muito mais curto e com muito menos palavras. Seria alguma coisa tipo:

“Se vir um OVNI, por favor deixe as drogas, por vezes fazem ver luzes estranhas onde não existem. Dirija-se por favor à Ala Psiquiátrica mais próxima.”

Digam-me lá se não é um documento mais conciso, mais direto, e construído com muito mais verdade científica? Eu acho que sim. Mas uma coisa muito interessante de analisar são os relatos de pessoas que dizem que viram OVNIS. Vamos então começar com ETs que dão cores de cabeça.

“Ontem eu vi uma estrela dançante. A mesma estrela que eu vejo todos os dias. Só que ontem estava vermelha e quando eu a vi, ela emitiu uma onda de luz multicolor que se propagou no espaço para mim que me fez ficar com um formigueiro no centro da testa que rapidamente passou para uma sensação de pressão seguida de dor intensa. Senti uma dor muito forte dentro da cabeça e uma bola de luz enorme cresceu dentro da minha cabeça como se quisesse entrar dentro de um local e não tivesse espaço para se instalar.”

Estão a ver? Isto claramente não é uma ressaca nem nada. Aposto que o Sr que sentiu isto tinha acabado de beber um garrafão de vinho tinto de tolada. Depois é claro que começa a sentir bolas de luz na cabeça. Se pensarmos bem isto podia ser muita coisa (principalmente diferentes combinações de álcool e drogas), mas duvido que um ET fosse ter com um um ser humano só para lhe pôr uma estrela na testa. Provavelmente posso ser só eu que sou muito cético, mas custa-me mesmo a acreditar.

Segundo exemplo, uma senhora que falou com um ET ao telefone:

“Um dia marquei muitos números juntos, talvez uns 20 algarismos, esse numero de telefone era composto pelos algarismos 0 e 1, agora podemos chamar-lhe de linguagem binária e terminava com o algarismo 9. Nem coloquei moedas e nem chegou a chamar veio de imediato a voz dum homem ao telefone, que me disse “olá” em português, eu perguntei quem fala? Ele respondeu (ando por aí). A partir daí começou a dizer o sitio que estávamos a cor e o tipo da minha roupa, as cuecas que usava, o sutiã que não usava, o meu nome, tudo sobre mim, todos os dias falava com ele sabia como portava-me na escola, eu inocente vestia-me bonita para ele me dar elogios que roupa ficava bem com tudo o resto que tinha vestido.”

A história continua mais, e a rapariga parece que falava com o ET todos os dias, mas só gostava de dizer que tenho quase, quase, quase, quase a certeza que devia ser um homem doente e não um ET. Espero que realmente ela nunca tenha encontrado o ET ao vivo. Era capaz de ter corrido um bocado mal.

E para não pensarem que este tema caiu do céu (perceberam o trocadilho?), ficam a saber que estou a comemorar o Dia Mundial do OVNI (um destes dias ainda me vão apanhar a falar sobre a quantidade de dias que existem por aí). Sei que já passou quase um mês deste dia, e peço desculpa por vir atrasado, mas os portugueses lembraram-se de pôr a festa de São João no mesmo dia, então uma pessoa acaba por se esquecer deste importante dia sobre o OVNI. Espero que um ET não fique chateado e me venha chatear aqui na minha calma, porque não lhe vou abrir a porta.

Tomate de Fraião

Anúncios

One thought on “Vi um OVNI. E agora?

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s