Os 5 factores a ter em conta quando se escolhe um filme para ver com os pais.

Bom dia, Bom dia

 Eu sei que é quinta, mas hoje o tomate é ferreirense, e como tal trouxe um tema bem cinematográfico para partilhar convosco.

Já alguma vez viram filmes com os vossos pais? Eu já vi muitos e muitas vezes alguns filmes conseguem proporcionar momentos muito constrangedores e criar discussões sobre a veracidade ou qualidade de um filme. Por isso se vocês estão no grande dilema da escolha de um filme que agrada a todos (e os vossos pais não são daqueles que adormecem nos primeiros 10 minutos do filme), vou-vos presentear com um guia intitulado: “Os 5 principais factores a ter em conta quando se escolhe um filme para ver em família numa sexta feira à noite”. Atenção, este estudo sério é puramente baseado numa amostra de 2 pessoas, na casa dos 50 que não são muito entendidos em ciências, mas que percebem da vida em geral.

1. Filmes sobre aventuras no espaço ou ficção cientifica.

Pois é, aqui está o primeiro factor. Se são “homens” da “ciência” como eu, devo-vos avisar que vão passar um mau bocado. Primeiro vão questionar tudo o que se passa no filme e vão dizer que não faz sentido. Depois vão começar a entrar na parte “cientifica” e começam a duvidar de conceitos como “anos-luz”, “teorias da relatividade”, “buracos negros” e cenas do género, alegando que  na bíblia não tem nada disso escrito…

O ultimo que vi com eles foi o “Interstellar” por isso devem imaginar o quão fui sofrendo ao longo do filme com afirmações como “Que estupidez”, “Este filme não tem lógica nenhuma”, “Como se fosse possível ir a outro planeta”. Um conselho, não discutam ciência e religião com pessoas mais velhas que vocês.

2. Filmes que vocês pessoalmente gostaram.

Se vocês gostaram de um filme, então muito provavelmente os vossos pais vão arranjar mil e uma críticas ao filme. E por vezes até vos podem convencer que afinal o filme não é o que vocês pensavam. Como os pais são uma raça, que geralmente comenta o que não gosta e o que gosta, mais tarde ou mais cedo eles vão mandar uma crítica a uma personagem ou a uma plot hole no filme e vocês vão tentar explicar ou defender e lá no fundo no fundo só vão conseguir discutir um bocadinho e perder 5 a 10 minutos do filme. Comédias que vocês gostaram podem também ser filmes muito perigosos para ver com os pais, lembrem-se sempre, algumas piadas em alguns filmes são demasiado negras ou porcas para os vossos pais se rirem, por isso o Ted nunca é um bom filme para ver em família. Um conselho, vejam filmes que vocês gostam com pessoas da vossa idade e com os mesmo ideais que vocês.

3. Filmes com muitas cenas de sexo.

O clássico dos clássicos! Antes de escolherem um filme informem-se sobre a quantidade de sexualidade e cenas impróprias para menores de 18 que este contém. Quando essas cenas começarem, acreditem em mim, vai sempre surgir um awkward silence, vocês não vão querer olhar para a cara dos vossos pais, nem ninguém vai comentar nada do que o filme vos está a oferecer. Se o filme tiver uma ou outra cena de sexo não é crítico, desde que esta não demore mais de 2/3 minutos. Um conselho, evitem ver o Nymphomaniac em família.

4. Filmes de terror.

Nem tentem, é um conselho muito sério. Eles vão criticar o filme o tempo todo! Vão dizer que os atores são maus, que a história é péssima e que as principais cenas do filme são muito falsas. Vão-vos culpar ainda por terem posto o filme, vão-vos culpar por todos os sustos que apanham e provavelmente vão desistir de ver o filme a meio e vão dormir mais cedo. No dia a seguir vão ainda ser culpados por eles não terem dormido bem. Além disso nas cenas mais assustadores, por muito que soltemos uma pinguinha, temos sempre que dar uma noção de forte e de que o filme não nos afeta. Um conselho, vejam sozinhos que dá uma adrenalina do c***lho.

5. Filmes com histórias dramáticas demasiado intensas.

Se há coisa que ninguém consegue ver, são os nossos pais com uma lágrima no canto do olho. Por isso pensem bem no filme que vão escolher! Pois estamos perante o efeito bola de neve, caso algum deles comece a chorar a mim dá-me sempre vontade de chorar também, e além de perder toda a minha masculinidade faz a nossa sala parecer um encontro anual de carpideiras (googlem isto). Um conselho, guardem estes dramas para ver com as namoradas, pode ser que lucrem.

Conclusão, digam aos vossos pais para escolherem os filmes, é mais seguro e a culpa vai sempre ser deles! O unico problema é que vão acabar a ver um filme do Steven Seagal porque esses é que são bons! Vá, por hoje está tudo, fiquem só com o filme da semana.

Capturar

The Kings of Summer

Um drama sobre 3 rapazes que decidem mudar a vida durante um verão.

Interpretações: 8/10

História: 8/10

Produção: 7/10

Nota Final: 8/10

Adeus, Adeus

Tomate de Ferreiros

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s