Tecnologia de “ponta”

Tomateiros, Tomateiras!

“Niterói” em catupiry quer dizer “sexta-feira” e “Barcelos” em português arcaico significa “quando o galo canta as 4 da manhã”. Por isso eu e o Tomate de Barcelos trocamos de dia aqui na salada. Não dava para continuar a ignorar estes sinais do universo.

Mas vamos ao que interesse, hoje falo-vos de tecnologia de “ponta”. Não sei como o Tomate da Lixa ainda não abordou este tema! Um tema que preenche lacunas a torto e direito.

A tecnologia tem invadido as nossas vidas de forma constante e calma. De facto, existe um conceito denominado “computação calma” que consiste na introdução de componentes tecnológicos no nosso dia a dia sem nos apercebermos (estes gajos dos computadores são mesmo manhosos). Mas a tecnologia que trago hoje não é nada calma, nem pode ser.

Tomateiros, Tomateiras, apresento-vos hoje 3 gadgets que irão fazer-vos repensar na introdução da tecnologia em vocês (nas vossas vidas).

Tambores por favor!

Trrrrrrrrrr, PLASH!

Um medidor de ereções!

Estes dispositivos têm a capacidade de saber a quantidade de sangue a fluir no pénis. O descrito em primeiro lugar lembra um medidor de tensão arterial. Em África eles usam um que dá para os dois efeitos. True story. O segundo dispositivo mede o diâmetro. Diz o artigo que isto pode ajudar na disfunção eréctil mas ninguém adquire estas coisas para isso. Com toda esta tecnologia, as pessoas agora gostam de dizer: “amore, fufinha, paixãonhe, tou todo tolo, 183.34 centímetros cúbicos mais precisamente”. Isto é profundo e romântico. Vamos ao próximo.

Tambores por favor!

Trrrrrrrrrr, PLASH!

Um “pedómetro” para o pénis!

Com o constante bombardeamento de gadgets, o que as pessoas querem é controlar a sua performance. Já ninguém corre sem um GPS tracker ou sem uma cena qualquer para saber quantos passos deu e o batimento cardíaco. Há também quem controle quantas horas dormiu e se dormiu profundamente ou não e quantas horas, enfim há uma panóplia de indicadores. Mas este, ultrapassa todos os limites. Este dispositivo é um anel que é colocado na base do pénis. Além de servir para vibrar de vez em quando, também possui LED’s, Bluetooth e um acelerômetro. O Bluetooth é para comunicar com uma aplicação no smartphone. Deste modo, o módulo acelerômetro recolhe os valores da performance do utilizador e envia para a aplicação. Oi!? Mas que é isto? É tipo, “Parabéns! Atingiu o seu record! Deu 427 marteladas no seu último coito”. Os LED’s servem para analisar a sua performance durante o coito. Se está verde avance, se está amarelo reduza, se está vermelho pare. A loucura continua, e este gadget faz com que os pénis dos utilizadores se tornem em sabres de luz. Vou mandar um email para lá para incluirem umas colunas para fazer aquele som dos sabres dos JEDI’s: “VUMM, VUMM”. Mas agora vem o pior, é possível partilhar com a sua companheira a sua performance nos atos sexuais. E é também possível partilhar nas redes sociais. Oi?! Definitivamente este gadjet e o medidor de ereções têm todo o potencial para se tornarem em verdadeiras armas de engate: “Ó nina, 2.34 marteladas por segundo, vai?”. Vamos ao próximo, estou cheio deste.

Tambores por favor!

Trrrrrrrrrr, PLASH!

Um vibrador regulado remotamente!

O cinto de castidade não passou da idade média, mas agora é possível evitar relações extra conjugais através de um reforço positivo e não negativo. Este vibrador, aparenta ser normal. E realmente é. O que o distingue e torna-o inédito é o Bluetooth integrado que permite a comunicação com uma aplicação no smartphone e que possibilita regular a frequência e intensidade das vibrações. Isto nem é muito inédito, mas o que vem a seguir é: pode fornecer uma chave ao seu companheiro para que este possa controlar a frequência e instensidade das vibrações remotamente. Fantástico! Ou seja, se for a uma viagem de negócios na China, apague o fogo da sua mulher a qulquer hora, em qualquer lugar. Com alguma audácia, faça surpresas à sua esposa! Mas há mais. Pode escolher a “vibe” que mais lhe apetecer entre “vibração”, “pulsação”, “onda”, “eco”, “maré”, “crista”, “ressalto”, “surf”, “pico” e o meu favorito, “cha-cha-cha”. Mas hoje em dia um fator importante em tudo que é tecnologia é haver espaço para personalizações. E aqui pode criar a sua própria “vibe”. Não tenho a certeza se já tem, mas partilhar estas “vibes” não era nada de admirar que existisse.

E com isto tudo tenho a dizer: viva a Engenharia Biomédica, quando perguntarem o que um engenheiro biomédico faz, digam estes exemplos.

Já agora catupiry é um queijo e Barcelos significa “uma barca pequena”.

/**********************/

A cover desta semana encaixa-se muito bem neste post: Fuck You do Cee Lo Green, interpretada pela Andie de cabelos verdes.

TAB aqui.

/**********************/

Não coma só tomates, coma também banana e até para a semana!

Tomate de Niterói

Anúncios

One thought on “Tecnologia de “ponta”

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s