A Revolta dos taxistas…

Caros leitores,

O Uber para que não conhece é um serviço de “taxis” em que é possível através de uma app, chamar um carro, indicar o destino e tratar do pagamento automaticamente sem qualquer complicação. Em Portugal temos o serviço Uber X no Porto e em Lisboa com uma tarifa minima de 2.50€, preço base de 1€ a que acresce um valor de 0.10€ por minuto e 0,65€ por quilómetro. Em Lisboa temos ainda o serviço Black com carros de luxo e uma tarifa mínima de 8€. De referir ainda que em Portugal ainda não existe a modalidade em que qualquer pessoa se pode candidatar a ser “taxista”, apenas temos profissionais “contratados” directamente pela Uber e credenciadas para essa actividade.

Os taxistas e mais concretamente a ANTRAL conseguiram que o tribunal de Lisboa aceitasse a sua providencia cautelar que obriga ao “encerramento e proibição em Portugal da prestação e adjudicação do serviço de transporte de passageiros debaixo da denominação Uber”. A Uber por seu lado já apresentou a defesa nos Tribunais e continua a sua operação. Segundo a Uber: “A divulgação antecipada desta decisão provisória gerou uma confusão significativa acerca das consequências e aplicabilidade da mesma, e é importante referir que o âmbito desta notificação não abrange a operação da plataforma da Uber em Portugal. Por conseguinte, enquanto esclarecemos esta situação com os tribunais e enquanto aguardamos uma decisão definitiva nas próximas semanas, continuaremos a servir os nossos utilizadores e parceiros em Lisboa e no Porto.”. Isto acontece porque, pelos vistos a notificação pelos tribunais foi dirigidas à Uber nos EUA enquanto que na Europa as operações são controladas pela Uber B.V. na Holanda.

Este parece mais um dos casos em que a as inovações tecnológicas e de serviços são visto com muita desconfiança e desconforto pela industria em que está a acontecer. O mesmo aconteceu na musica quando a venda de musica em .mp3 explodiu e as pessoas deixaram de comprar um album inteiro quando o que realmente queriam era apenas 1 ou 2 músicas. Isto a um preço muito mais reduzido e de forma cómoda. E é mesmo isso que o Uber oferece, um serviço mais cómodo e com custos definidos no momento em que se chama o “taxi” e com pagamento feito na hora e sem incômodos. E não esquecer que no final se pode avaliar o condutor que posteriormente poderá ser visto por outras pessoas. Não é uma proposta aliciante saber de ante mão as avaliações do motorista que nos vai atender? A mim parece-me que isso não tem preço.

Por muito que se tente perceber o ponto de vista dos taxistas o que eles têm de fazer é evoluir. Porque a evolução é inevitável e ou nos adaptamos ou somos destruídos. A ANTRAL e os taxistas têm que se juntar e oferecer um serviço igual ou ainda melhor e com certeza verão os benefícios. Ou então podemos andar nos tribunais e não evoluir e não oferecer aquilo que as pessoas realmente querem.

Até uma próxima,

Tomate da Lixa

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s