Novas Realidades com a Realidade Virtual

Caros leitores,

Esta semana a Oculus Rift anunciou as especificações para um computador compatível com os óculos para obter a melhor experiência de utilização. Se bem que não é o principal tema que trago hoje pode dizer-se que são especificações médias-altas, com cálculos feitos por alguns especialistas a indicar preços na ordem dos 1000€ a juntar ao custo dos próprios óculos.
Esta empresa agora propriedade do Facebook tem como principais concorrentes neste mercado a Sony com o seu projecto Morpheus e a Samsung com o Gear VR. Cada um com as suas diferenças e semelhanças, com públicos eventualmente diferente, por exemplo consigo ver a Sony a apostar no mercado dos gamers com a integração com a PS4. Apesar de os jogos serem das aplicações mais óbvias para este tipo de dispositivo, são outras que me fazem ficar entusiasmado.

Dou por mim a pensar como com estes dispositivos podemos comunicar a distância de forma imersiva como se estivéssemos lado a lado com a outra pessoa. Tornaria as distâncias e a saudade mais suportável, e no mundo global que vivemos será cada vez mais comum a distância entre as pessoas. Imagino o Facebook a salivar com as possibilidades de socialização! No entanto como todos os exemplos que temos tido uma tecnologia que supostamente facilita a socialização pode ter o efeito contrário de fazer com que as pessoas se fechem no seu mundo e não olhem para o que está a sua volta. Exemplo que prova o meu ponto: Quantas vezes estamos num jantar com amigos e está a alguém a fazer o famoso “scroll no Facebook”? (Assunto que gostava de abordar um dia destes).

Outra aplicação que me parece fascinante é a de visualização de um filme. As possibilidades são tantas. Conseguir a experiência imersiva daqueles mundos que por vezes nos são mostrados no ecrã. Seria 3D em esteróides. Imagino um filme na primeira pessoa, seria uma experiência única.

Finalmente consigo vislumbrar a utilização na saúde. Imagino cirurgiões a fazerem cirurgias com uma visualização detalhada e a 360 graus do paciente e a comandarem braços de um robot á distância. É usar tecnologia já disponível hoje em dia, mas aumentar a imersividade que podem trazer alguns benefícios.

Estes são apenas alguns exemplos do que pode ser feito, mas já deixam espaço para imaginar. E é mesmo de imaginação que estes dispositivos vão precisar, mas aquilo que será possível poderá mudar algumas coisas na nossa vida.

Até uma próxima,

Tomate da Lixa

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s