Quando quero ver o amor meu, pego a caravana e lá vou eu

Boa tarde caros leitores,

Veio esta semana a público que a caravana das mulheres de Mérida, em Espanha, está a dar polémica. Se não sabem do que falo, trata-se de uma iniciativa na qual um bando de mulheres vai num autocarro para um hotel onde está um bando de homens para se conhecerem mutuamente e poderem vir a arranjar namorado. Aqui segue a notícia, para os mais curiosos (link). E está a dar polémica porque dizem ser sexista, dado prometerem companhia. Ora, isto a mim parece-me daquelas polémicas que se fazem porque sim. Senão vejamos. Temos um bando de mulheres loucas de meia idade que se metem num autocarro para ir arranjar namorado. Temos um bando de homens, também de meia idade, que se junta para ver as meninas chegar e tentar sacar um bomboncito para companhia (para quem não viu a reportagem, é a expressão que um cavalheiro usa). A julgar pelo aspeto, e pondo de lado o ar de macho que dá a camisa aberta com o pelo a ver-se sob o crucifixo, ali toda a gente me parece saber exatamente o que quer e ao que vai. Deixemos as pessoas serem felizes. Aquelas mulheres pareciam que iam ter o dia da vida delas, estavam mais felizes que a malta quando vai para o Enterro/Queima já com umas bebidas no bucho. Esta malta que levanta polémicas deve é gostar só de excursões a Fátima e coisas lindas. Mas então que critiquem outras iniciativas. Os speed datings? Ah, aquilo é bom é para dar duas de treta, trocar opiniões, falar um bocado do último Goethe que se leu, ou Rembrandt que se observou, ou ainda da parede de vaginas como falou ontem o meu colega de Fraião. Ir ao engate nunca. E as festas dos semáforos das discotecas? Ah, aquilo é para a malta aprender as regras de trânsito. Faço aqui um parêntesis; as festas do semáforo são um bocado enfadonhas. Vai um tipo a cumprir o dress code, de verde, claro está, e tudo que é mulher está de vermelho. Ai o porco que vem ao engate. Vai um tipo de amarelo, porque está numa fase complicada – Ai o porco que vem para a cachorragem. Enfim, parece-me que é uma saída de casais no final. Além disso, as mulheres pagam 20€ para ir na tal caravana, enquanto os homens pagam 50. E depois não querem que os tipos não vão a contar com companhia.

Isto é uma treta, os homens quando vão para a noite chimpam mais em todo o lado. É bem certo que nenhum homem gosta de estar numa festa da mangueira e varão em riste, mas ainda assim… Uma mulher é capaz de pagar 2€ e ter 3 bebidas de oferta, enquanto um homem lá tem que desembolsar 7€ ou mais, com sorte se forem consumíveis, e ainda leva na tromba do segurança se espirrar muito alto. E aqui temos vários tipos de homens. O rico, que bebe tudo o que lhe apetecer. O que já vai bêbedo, que bebe o que lhe apetece, sem limites, e anda a chorar o dinheiro gasto no resto do mês. O pedinte, que bebe os consumíveis, as bebidas da namorada, das amigas da namorada, e ainda suplica à barmaid por mais aquela gotinha de álcool. Tem aquele que não quer gastar, mas fica bêbedo com os goles que vai bebendo aqui e ali dos copos dos amigos. E por fim temos o que gasta os consumíveis em água, tipicamente o tipo que vai conduzir.

Para terminar, gostava apenas de referir que a revista People elegeu a Sandra Bullock a mulher mais bonita do mundo, aos 50 anos. Vamos lá ver, a mulher, de facto, é bonita e está em excelente forma, é MILF, vá, mas estamos a falar da mulher mais bonita do mundo. Isto realmente parece mesmo que os 40 são os novos 20, já que há 2 anos foi eleita a Gwyneth Paltrow. A malta nova que se ponha a pau! Mas às tantas até faz algum sentido, porque se olharmos para o swag que por aí vem, podíamos dizer que os 16-18 são os novos 4-6, quando os miúdos se entretém a vestir roupas aleatórias, e as meninas a brincar com maquilhagem. Mas o que me inquieta mais na eleição é o restante Top-10. Temos Meghan Trainor na 8ª posição, e eu não consigo compreender, em grande parte porque não posso com essa pessoa. Nem me parece especialmente bonita, e dá impressão que tem uma boa ajuda da maquilhagem; adaptando a letra e dizendo naquela voz irritante, parece-me apenas um caso que é “all about the base”.

Até para a semana.

Tomate de Barcelos

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s