Eu Adoro Séries

Boa tarde, Boa tarde!

Parece que Game of Thrones está de volta para a 5ª temporada! E hoje em dia, é quase pecado não seguir esta maravilhosa série. Aqueles pares de mamas, aquelas lutas violentas e aquelas mortes inesperadas! “Mas espera estás a falar de Spartacus?” Não, essa era bem mais hardcore, mas apesar de ser praticamente soft-porn eu adorava. Mas a questão fundamental é: “porque é que todos vemos Game of Thrones?”. Não é obviamente pelo sexo e pelo sangue todo, é pela história, que por acaso envolve muito sexo e muito sangue, mas isso são pormenores.

Bem, quem é que por aqui gosta mais de séries do que de filmes? Gostam? A sério? Metem-me um bocadinho de nojo vocês, mas pronto, nem todos somos perfeitos. Estou brincando, eu também gosto de séries, apesar de elas serem piores que filmes, principalmente aquelas de comédia *vómito*, mas vá algumas até se vêm (quando não há filmes decentes para ver). “Estás a exagerar senhor tomate!”

As séries são, muitas vezes, bem mais complexas que filmes. As histórias são muito mais completas e muito bem trabalhadas – dou o exemplo de Game of Thrones, Breaking Bad ou mesmo True Detective. Por vezes também nos deparamos com séries bastante entediantes. Atenção, não falo de todas, falo de muitas, principalmente aquelas que dão no FoxLife (desculpem meninas, mas não consigo suportar aquelas séries). Mas claro, depois surgem aquelas séries espetaculares, as que eu vejo e que gosto, sim porque eu sou nazi nesta cena, e o que eu gosto é que merece continuar a dar, o resto devia ser cancelado!

Mas onde pecam as series? Muito nas interpretações e na produção (no que toca a sonoridade e efeitos especiais) – obvio que há exceções, mas a regra geral é esta. Ainda assim algumas conseguem construir um grau de entretenimento elevadíssimo, proporcionando bons momentos colados a uma televisão (computador para aqueles rebeldes que fazem downloads). Colados porquê? Porque os criadores conseguem esticar histórias que poderiam ser resumidas em poucos episódios, e fazem com que percamos horas e horas da nossa vida entretidos. O mercado das séries de televisão tem vindo a crescer exponencialmente, e o dinheiro investido nestas é cada vez maior. Grandes atores de cinema (Kevin Spacey, Clive Owen e Colin Farrel por exemplo) começaram então a virar as suas carreiras para séries e a dedicar as suas vidas a personagens que os irão marcar na sua vida, algo que não aconteceu durante anos. E porque fazem eles isso? É lá que está o dinheiro, é lá que se ganha mais, e o ser humano é ganancioso, e eu não os culpo por isso.

Digo-vos já que o que aprecio mais são Anthologies, sabem o que são? Séries em que as temporadas são soltas e as histórias mudam, como American Horror Story, Fargo e True Detective, três das series que consigo acompanhar e que sei que se vir uma temporada, não preciso de ver a próxima, mas isso sou eu, alguns chamar-me-ão de esquisito talvez. Algo que também me cansa são séries de comédia. Como vos disse, a riqueza de uma série está muitas vezes na sua história, e nestas, as histórias são muito pouco complexas e sem ligação entre episódios, o que me chateia um bocado. Acredito que sejam um bom passatempo, mas para mim não dá, lamento.

Ok as séries são muito boas, mas há algo que me inquieta hoje em dia. O fanatismo por algumas séries e a seriedade que algumas pessoas levam quando leem um spoiler. Tudo bem, percebo que não tenha aquele impacto quando estiverem realmente a ver, mas a série não deixou de fazer sentido, nem deixou de ter piada! Isso já acontecia com filmes, e acreditem que é bem pior e não é por isso que acho que as mães dos outros se andam a vender. Não precisamos de andar aí em insultos, a ficar chateados e a andar à porrada. Se já viste o filme, The Sixth Sense (1999) e até à quarta temporada de Game of Thrones podes ler o Spoiler.

MAJOR SPOILER ALERT: Porque se eu vos disser que o Bruce Willis já está morto em todo o Sexto sentido (como me fizeram), vocês vão ver o filme de outra forma e não é por isso que vou começar aí a insultar toda a gente (até porque o filme é antigo e as pessoas não tem culpa de eu ter visto recentemente). Agora se vos disser (sem querer) que o Joffrey morreu, a série continua na sua grandeza e continua a ser muito boa, mas eu fiquei sentido com a quantidade de insultos que levei! Por isso acalmem a passareca e tenham mais calma quando levam com um spoiler. FIM DE MAJOR SPOILER.

Se não leram o que escrevi antes, lá diz que eu sou sensível e se vos contar um spoiler, tenham calma, foi sem querer e não preciso de ser insultado.

A televisão é assim cada vez mais importante. As séries entranham-se de tal maneira nas nossas vidas, que acabam por dizer muito sobre nós. Aliás, todos nós, podemos ser catalogados pelas séries que vemos. Por estas razões, neste meu tópico, desenvolvo então um primeiríssimo sistema de classificação bem realista:

Os Maria-vai-com-as-outras – os que apenas vêm aquelas séries que toda a gente vê.

Os românticos/coninhas – aqueles que vêm e choram em todas as séries do Fox Life.

Os felizes – aqueles seres que idolatram e adoram todas as séries de comédia.

Os tolinhos – Aqueles que vêm a mesma série dezenas de vezes, não se cansam, e começam a ver a dita em tudo o que é canto.

Os sem-nada-para-fazer – aqueles que insistem e não desistem de series em que os episódios quase não tem relação.

Os pacientes – aqueles que já viram 6 temporadas e agora não têm coragem de deixar de ver.

E por fim os chamados bitches – aqueles que devoram todo o tipo de séries sem se restringirem a um tipo especifico.

Resumindo bem, esta última classificação aplica-se um bocado a toda a gente, porque lá no fundo no fundo, somos todos umas bitches da indústria americana de entretenimento, pois quer queiramos quer não, eles dominam-nos com os seus filmes e as suas séries! Mas mais importante que tudo isto, ao menos somos umas bitches felizes.

Terminando, eu quero é boas histórias, bons temas e grandes interpretações. Principalmente se envolverem mulheres jeitosas e bonitas preferencialmente avantajadas (desculpem o machismo). Mas eu vejo de tudo, sou assumidamente uma bitch, mas uma bitch com orgulho! Por isso, e sem mais demora, para combater o poderio americano deixo-vos a minha recomendação da semana, feita num país onde não se come só hamburgers e fast food.


Incendies (2010)

Um intenso thriller, que envolve, guerra, mistério e um desejo de família! Realizado pela brilhante mente de Denis Villeneuve!

Interpretações: 9/10

Historia: 10/10

Produção: 8/10

Nota Final: 9/10

Adeus, Adeus!

Tomate de Ferreiros

Anúncios

One thought on “Eu Adoro Séries

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s