Um tomate desinteressante com inutilidades para dar e vender

Caros leitores desta salada de frutos (e não legumes) redondos

E chegou o Tomate de Fraião, o tomate que pela cor toda a gente diria que ainda não amadureceu. Sou o tomate que vão aturar nas quintas-feiras (e esta escolha não foi inocente, já que depois de uma quarta académica as pessoas com a ressaca engolem tudo o que eu escrever), e para ser sincero, não sei bem o que estou aqui a fazer. Mas se não gostarem podem sempre culpar o mentor deste projeto por me ter escolhido (para quem não sabe, é mesmo o tomate das segundas).

Vamos então tentar descrever-me: segundo os meus melhores amigos, sou uma pessoa aborrecida, chata, mal-encarada e com gostos que a maioria das pessoas intitula de “esquisitos” (Vá lá meninos, sei que soou mal, mas não sejam porcos. Não sou nenhum Grey aqui da zona). Reformulando: apenas tenho interesse em temas que mais ninguém quer ouvir falar.

Então perguntam vocês, “sobre o que vais escrever aqui todas as semanas? Será que é sobre desporto, música, cinema…?”
Para vossa grande infelicidade, a resposta é não. Eu só vejo jogos de futebol da seleção por causa do meu alto sentido patriota e porque é sempre engraçado ver pessoas a chorar a cantar o hino (além disso, se me pedirem para enumerar jogadores de futebol, não sei se passo a meia dúzia).

De música só gosto da chata que ninguém gosta – aquela onde estão 50 marmelos sentados a olhar para um homem (ou mulher, porque não quero ser machista) que só sabe mexer os braços para cima e para baixo com um pauzinho na mão (pessoas cultas, eu sei que este pauzinho se chama batuta…não sejam desagradáveis) e que ninguém percebe realmente o que ele faz.

E em relação ao cinema, limito-me a ver filmes apenas em fevereiro – vejo mesmo só os filmes dos óscares. Assim consigo parecer muito conhecedor da sétima arte (lembrete de pesquisa: porquê sétima e por que razão ninguém sabe quais são as outras artes). Mas além de ver os filmes dos óscares vejo também a cerimónia toda. Não gosto assim tanto de cinema, é mesmo só para ver os números musicais.

Então, eu uma vez por semana vou-vos presentear com conhecimentos que considerarão completamente inúteis e desinteressantes. Isto pode ir desde as novidades em relação à situação económico-financeira do Butão, o que se passou no último festival da Banda Filarmónica de Venda da Gaita, ou como funcionam as eleições no Peru.

E apesar de estarem todos a pensar “Ai que temas parvos que inventaste no último parágrafo”. Vão ficar surpreendidos, porque quem me conhece sabe bem que me interesso por qualquer um desses temas, e que provavelmente já tenho bibliografia suficiente para escrever teses sobre cada um deles.

Mas se acham que isto se pode tornar desinteressante, pensem apenas que não vos vou maçar com o meu trabalho…aí sim, ninguém lia o que escrevia.

Fiquem bem e até para a semana!

Tomate de Fraião

Anúncios

5 thoughts on “Um tomate desinteressante com inutilidades para dar e vender

  1. “E chegou o Tomate de Fraião, o tomate que pela cor toda a gente diria que ainda não amadureceu.”
    É sempre bom quando as pessoas, ou tomates, ou até mesmo sapos, encontram em si força suficiente para “sair do armário” e dizer ao mundo: EU SOU VERDE!

    Bravo!

    Liked by 1 person

    1. É bom saber que temos leitores (e leitoras) atentos neste espaço de reflexão.
      Não sei porque fala em espécies animais, já que nós aqui pertencemos todos ao mundo vegetal. Em relação à cor, penso que basta olhar para a foto, já que a cor é bastante percetível. Não é preciso tamanha excitação.
      Mas se calhar esta foto sofre do problema do vestido e nenhum dos tomates reparou. Tente perguntar aos seus conhecidos se vêm outra cor sem ser o verde e depois informe-nos do resultado.

      Cumprimentos festivos deste tomate sempre disposto a responder às suas dúvidas.

      Gostar

  2. Penso que está em falta ou omitiste propositadamente (porque será?) no 2º paragrafo a grande característica pela qual és conhecido. Refiro-me ao teu cheiro nauseabundo claro está. A sorte é que isto é um blog e ninguém vai reparar! De qualquer das maneiras achei que toda a gente devia saber!

    PS: por favor evita falar de ciclovias

    Gostar

    1. Muito bom dia caro fã. Em relação ao que diz, penso que plagiar o Sr. Advogado João Araújo não lhe fica bem. Até porque eu continuo a ser melhor jornalista que qualquer um na CMTV. As ciclovias não deverão ser mencionadas, porque não têm nada de desinteressante.
      Obrigado pelo apoio incondicional.

      Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s